+55 11 3209-3492

Empreender é a chave?

Há os que chamam o empreendedorismo de “propósito para a vida” e há os que acreditam que a chave do sucesso está dentro de nós, só precisamos virar.

Empreender é a chave

No bom e velho português, a palavra empreender nada mais é do que “colocar em desenvolvimento, tentar ou conseguir fazer algo novo e difícil” e para a maioria dos empresários de sucesso hoje em dia, essa palavra é quase um mantra.

O empreendedorismo, é o ato de destruir a “ordem econômica” atual inserido produtos ou serviços diferentes no mercado para alavancar a economia de um local.

Essa definição foi dada pela primeira vez por Joseph A. Schumpeter em seu livro “Capitalismo, socialismo e democracia”. No entanto, desde o início do século XXI, principalmente nas últimas décadas, temos visto cada vez mais empresários focados nesse objetivo.

Empreender não é só uma forma de conquistar independência financeira, mas é também um modo de ser um cidadão importante em meio a sociedade.

Nós sabemos que não é nada fácil empreender, principalmente no Brasil, afinal, existem taxas e demais tributos que todo empreendedor deve conhecer e pagar para ficar de acordo com o que a lei exige.

Muitos empresários dizem que o Brasil é o país onde “ser patrão” é mais difícil do que em qualquer outro lugar no mundo!

Os desafios do empreendedorismo!

Ideias

Eu sou um bloco de texto. Clique no botão Editar (Lápis) para alterar o conteúdo deste elemento.

Como você acabou de ver aqui, empreender não é lá uma tarefa muito fácil, principalmente no Brasil!

O empresário Daniel Magalhães que o diga!

Há mais de 20 anos trabalhando com diversos tipos de segmentos empresariais, o empresário destaca que para viver em um mundo onde os desafios são grandes a sua visão tem que focar no horizonte em em suas possibilidades!

Não foi fácil se tornar um empresário bem sucedido em um país cujas taxas são as mais altas do mundo, mas a criatividade e a diversidade falaram mais alto na vida desse empreendedor de sucesso.

Para se ter uma ideia, no Brasil, a maioria dos empresários paga cerca de 7 impostos principais, seja para pequenas ou médias empresas. Esse número só reduz quando falamos de MEI, que nesse caso se enquadra em uma tabela de tributação diferenciada.

Mas, no caso das maioria das micro e pequenas empresas do país, os impostos “de abertura” são os seguintes:

  • IRPJ;
  • CSLL;
  • PIS;
  • COFINS;
  • IPI;
  • ICMS;
  • ISS;
  • INSS.

E esses são só os chamados “impostos principais” que as empresas brasileiras costumam pagar. Existem casos que, dependendo do ramo da empresa, o número de impostos pode subir consideravelmente, o que é um empecilho para o desenvolvimento financeiro dessas companhias.

Essa é a realidade de boa parte dos donos, sócios e gestores de negócios no Brasil: os custos de ser seu próprio chefe!

Mas, mesmo diante de todas as dificuldades encontradas pelos empresários, o número de novos CNPJ criados no país subiu 13,6% em 2017, de acordo com dados da revista Exame.

O crescimento do empreendedorismo

Crescimento empresarial

A modalidade MEI (Micro empreendedor Individual) representa quase 80% de todo esse aumento, o que indica algumas questões importantes:

  • Fechamento de empresas de grande porte;
  • Dificuldades financeiras do brasileiro;
  • Crise econômica.

O fato de que a maioria dos ex-funcionários estarem abrindo seus próprios negócios só reforça o quanto os brasileiros têm tentado fugir da crise de forma criativa e inovadora, abrindo seus próprios negócios.

Dessa forma, os novos empreendedores do mercado estão cada dia mais conhecedores do tamanho das suas responsabilidades com a economia do país, isso porque com o aumento de novas empresas o desenvolvimento do país melhorou bastante.

Afinal, essas novas empresas precisam de capital e mão de obra. Esse capital pode injetar mais dinheiro na economia o que ajuda o país a crescer e em paralelo, auxilia na redução das taxas de desemprego.

Isso, é claro, deveria ser uma questão para o Governo, mas diante da situação econômica do Brasil, os novos empreendedores estão ajudando a resolver um problema que até algum tempo atrás era quase impossível de ser sanado: o desemprego.

Só que não fica apenas nisso, o ato de empreender, além de peso para a economia do país, gera uma sensação de ser dono do que você lutou para construir!

Afinal, pode não ser fácil, mas criar uma empresa é uma realização na vida de muitos trabalhadores assalariados.

E se você, assim como nós tem vontade de fazer a diferença no mundo, confira essas dicas que preparamos para quem já empreende ou pretende empreender:

  1. Reduza os custos ao máximo;
  2. Defina quando colocar o produto/serviço no mercado;
  3. Defina quanto dinheiro é preciso para se dedicar a empresa;
  4. Se puder, tenha um sócio para ajudar a administrar;
  5. Faça cursos de capacitação para garantir boa administração.

Com esses cinco passos, você pode ficar cada dia mais próximo do tão sonhado “negócio próprio” para traçar os caminhos do seu sucesso.

Se você gostou deste artigo e quer conhecer um pouco mais sobre o empreendedorismo dê uma olhada em nosso texto sobre Como tirar minha empresa da crise e veja algumas formas criativas de se destacar em tempos de recessão.

Não esqueça de deixar aquele like e nos compartilhar nas redes sociais!

Até a próxima!

Deixe seu comentário

FALE COM A GENTE AGORA!